Relato do intercâmbio da Andréia na Cidade do Cabo, África do Sul

Relato do intercâmbio da Andréia na Cidade do Cabo, África do Sul

Relato do intercâmbio da Andréia na Cidade do Cabo, África do Sul

Adoramos ouvir as histórias dos nossos intercambistas, as experiências e suas impressões. O depoimento da nossa queridíssima Andréia Giacomelli, serve para todos aqueles que tem vontade de visitar o Sul da África, ou desejam conhecer alguma cidade, ela viajou para a Cidade do Cabo duas vezes de tanto amor que ela tem por viajar.

Em 2010: “Minha viagem através da World Study deu-se em função de um Concurso Cultural. Assim, ganhei uma viagem de estudos para a Cidade do Cabo, na África do Sul, de 30 dias. Foi meu primeiro intercâmbio, e sempre me arrependi de não ter feito antes! Tenho 31 anos e achei que o meu time para essas coisas já tinha passado… Então aí vai minha primeira dica: Nunca é tarde para fazer um intercâmbio! Essa viagem me provou isso, e lá conheci gente de diversas idades, com motivos diferentes para estarem lá, mas com o mesmo espírito aventureiro em seus corações. Minhas expectativas foram 1000% alcançadas. Não houve arrependimentos, mas uma coisa deve ser ressaltada. Durante minha estada lá, andei basicamente com um bando de brasileiros. Isso acontece em qualquer lugar do planeta: você chega em qualquer cidadezinha e lá estão…brasileiros! É ótimo saber que existe alguém por perto, que você pode se comunicar com a língua-mãe, o problema é que você acaba falando quase só português, e acaba deixando o inglês de lado, perdendo uma rica oportunidade de aprimorar teus conhecimentos sobre a outra língua.”

Em 2014: “Fui para Cidade do Cabo, na África do Sul, depois de ter sido a feliz ganhadora de uma promoção organizada pela World Study em parceria com a rádio Atlântida, emissora do Rio Grande do Sul, em 2010. O prêmio era para quem tivesse a melhor resposta para a seguinte pergunta: O que você faria para ter o mundo como sobrenome? A minha frase (Meu coração bombeia aventura nas veias, e existindo a possibilidade de respirar novos ares, conhecer culturas, experimentar comidas exóticas e ouvir o gostoso papo entre amigos em outra língua, eu faria da minha vida um passaporte, sempre pronta para novas emoções) foi a escolhida e, aos 31 anos, estava pronta para ficar um mês estudando inglês em uma escola daquela cidade. Minha principal preocupação naquela época era o medo de não encontrar alunos da minha idade, pois sempre pensei que intercâmbio era para pessoas mais jovens do que eu. Chegando lá, encontrei estudantes de inúmeras nacionalidades e de todas as faixas etárias. Um grande amigo que fiz durante essa experiência tinha cerca de 50 anos, era brasileiro e estava na África do Sul para aprimorar o seu inglês. Foi uma oportunidade única para conhecer gente bacana, lugares maravilhosos e a rica cultura do povo local. Atualmente, posso dizer que essa chance foi um marco na minha vida sob inúmeros aspectos: aprendi a conviver e a me relacionar com pessoas de cultura e hábitos completamente diferentes dos meus e a respeitar o modo de viver e de ver o mundo dos outros. E o melhor de tudo foi ter conhecido meu namorado, que também foi para a Cidade do Cabo para um intercâmbio de cinco semanas. Estamos juntos e muito felizes até hoje, mesmo ele sendo paulista e continuar morando em São Paulo (SP) enquanto eu fico na minha cidade, Caxias do Sul (RS), onde trabalho como médica veterinária na clínica que abri há oito anos. O que ficou de toda essa vivência foi a mudança na minha forma de me relacionar com as pessoas e com o mundo.”

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos